Por uma pedagogia latino-americana

  • Dulcineia Aparecida Ferraz Ribeiro UFLA - Universidade Federal de Lavras
  • Vanderlei Barbosa Universidade Federal de Lavras – UFLA
Palavras-chave: Pedagogia latino-americana, Utopia, Formação, Paulo Freire

Resumo

O presente artigo tem como objetivo refletir sobre a possibilidade de uma pedagogia latino-americana, comprometida com uma visão de formação integral do ser humano abrangendo os aspectos: epistemológico, pedagógico, político, filosófico, ético, estético, teológico, ecológico, místico e utópico. Baseada nessa perspectiva, a questão que orientou esse trabalho foi: Que tipo de formação humana contribuirá na adoção de práticas educacionais emancipatórias? A partir dessa inquietação foi realizado um estudo teórico-bibliográfico, da obra de Paulo Freire, partindo do livro Pedagogia do Oprimido (1988), complementando com outras obras mais recentes que descrevem o pensamento de Paulo Freire na América Latina. A análise das ideias freireana evidenciou que formar integralmente significa ter uma percepção do sujeito no mundo, com o mundo e em interação com o outro, concretamente situado numa realidade de opressão. Foram estabelecidas as inferências por meio de análises e interpretações em busca de novas descobertas em que obtivemos como resultados, uma possibilidade de formação humana e sua conexão com a Pedagogia Latino-Americana, bem como o anúncio de outras perspectivas práticas educacionais emancipatórias para um futuro possível.

Biografia do Autor

Dulcineia Aparecida Ferraz Ribeiro, UFLA - Universidade Federal de Lavras

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Lavras – UFLA. Nepomuceno/MG, Brasil

Vanderlei Barbosa, Universidade Federal de Lavras – UFLA

Doutor em Filosofia, História e Educação pela Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP. Professor de Filosofia da Educação da Universidade Federal de Lavras – UFLA. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE/UFLA e Coordenador e pesquisador do Grupo de Pesquisa Movimento, sabedoria, ideias e comunhão – MOSAICO. Lavras/MG/Brasil.

Referências

AGOSTINI, Nilo. Os desafios da educação a partir de Paulo Freire e Walter Benjamin. Editora Vozes, 2019.
AGOSTINI, Nilo; SILVEIRA, Carlos Roberto. A educação segundo Paulo Freire: da participação à libertação. Reflexão e Ação. Santa Cruz do Sul, vol.26, n. 1, jan.-abr./2018, p.149-164.
ALVES, Rubem. Estórias de quem gosta de ensinar. 16 ed. - São Paulo: Cortez 1988.
BARBOSA, Vanderlei. Da Ética da Libertação à Ética do Cuidado: uma leitura a partir do pensamento de Leonardo Boff. São Paulo: Porto de Ideias, 2009.
BOFF, Leonardo. In. Dicionário Paulo Freire. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
BOUFLEUER, José Pedro. Pedagogia latino-americana: Freire e Dussel. Ijuí: Unijuí Ed.,1991.
FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 42ª. ed. Rio de Janeiro/ São Paulo: Paz e Terra, 2018.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. 4ª. ed. Rio de Janeiro / São Paulo: Paz e Terra, 2011.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.
FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 13. Ed. Rio de Janeiro: Paz &Terra, 1988.
GADOTTI, Moacir, CARNOY, Martin (org.) Reinventando Freire: a práxis do Instituto Paulo Freire. São Paulo: IPF, Lemann Center, Stanford Graduate School of Education, 2018.
GADOTTI, Moacir. Pedagogia do Oprimido como Pedagogia da Autonomia e da Esperança. São Paulo, 2018.
HENZ, Celso Ilgo. “Presencia (en el mundo)”. In. Dicionário Paulo Freire. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
NOËL, Jean-Christophe. “Justiça/Justiça Social”. In. Dicionário Paulo Freire. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
REDIN, Euclides. “Alegria”. In. Dicionário Paulo Freire. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
ROSSATO, Ricardo. “Paciência/Impaciência”. In. Dicionário Paulo Freire. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
TROMBETTA, Sergio; TROMBETTA, Luís Carlos “Inacabamento”. In. Dicionário Paulo Freire. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
ZITKOSKI, Jaime José. “Pensar Corretamente”. In. Dicionário Paulo Freire. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
Publicado
2020-08-12