Walter Benjamin: educação das massas, política e vanguardas artísticas. (1926-1932)

  • Renato Franco Universidade Estadual Paulista

Resumo

O ensaio objetiva destacar alguns aspectos da obra de Walter Benjamin que possam interessar aos educadores, com a esperança de assim contribuir para a formulação de uma pedagogia efetivamente vinculada a uma teoria crítica do presente. Nessa direção, o trabalho destaca a) as mudanças no itinerário intelectual do autor na segunda metade da década de 1920, que o levaram a se aproximar tanto das vanguardas artísticas quanto das tendências políticas revolucionárias do século XX; b) a ampliação de seus campos de interesse em virtude do contato com as vanguardas e com o marxismo; c) as mudanças em seu modo de conceber a arte, o intelectual e o escritor, e também o conceito de crítica; d) a formação de uma reflexão pioneira sobre o valor pedagógico e político da arte na era das massas, na qual os novos meios técnicos adquirem original importância.

Biografia do Autor

Renato Franco, Universidade Estadual Paulista

Professor livre docente (aposentado) da FCL UNESP – Araraquara.  Coordenador do GEP Teoria Crítica: tecnologia, cultura e formação na UNESP. Coordenador editorial da coleção Teoria Crítica da Editora Nankin (São Paulo).

Publicado
2017-04-27
Seção
Artigos de pesquisa