O conceito de ciência presente em desenhos animados: semiformação e formatação do pensamento

  • Rosangela Trabuco Malvestio Silva Universidade Federal de São Carlos - UFSCar
  • Luiz Roberto Gomes Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Resumo

O objetivo deste artigo é desvelar as ideologias existentes em desenhos animados, particularmente nos aspectos concernentes ao conceito de ciência, modelo de cientistas e construção da ciência. Conforme Ela (2012) existe um modelo de ciência criado no Ocidente que determina o que é válido ou não, e que autoriza alguns a fazerem ciência ou não. Este estudo de natureza bibliográfica está pautado em autores que fundamentam a discussão. Discorre em um primeiro momento sobre o histórico da construção da Ciência Moderna e sua vinculação com a tecnologia na sociedade Industrial. Na sequência analisa o conceito de ciência veiculado por um desenho animado norte americano – Laboratório de Dexter - exibido no canal pago Cartoon Netwok. Por fim destaca a necessidade de se repensar o modelo de ciência veiculado atualmente, questionando seus métodos e as finalidades de seus resultados, não abdicando de debates e embates, levando em conta a interdisciplinaridade, o questionamento e o espírito crítico que estão na base da ciência. Ao final deste busca-se desvelar como o conceito de ciência tradicional tem sido veiculado em desenhos animado, contribuindo para formar este conceito no pensamento dos expectadores, elucidando a necessidade de repensar o conceito de ciência hegemônico, possibilitando um novo olhar nas formas de fazer ciência na atualidade.

Biografia do Autor

Rosangela Trabuco Malvestio Silva, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Pedagoga, Mestre em Educação ela Universidade Estadual de Maringá – UEM, Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de São Carlos.

Luiz Roberto Gomes, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar
Professor Associado do Departamento de Educação da UFSCar, Professor Permanente do Programa de Pós-graduação da UFSCar e Líder do Grupo de Pesquisa “Teoria Crítica e Educação” UFSCar.
Publicado
2017-04-27
Seção
Artigos de pesquisa