Relação entre ensino e literatura: um olhar para a dimensão da ação e atuação docente

  • Rita Cássia de Oliveira Universidade Federal de Lavras - UFLA
  • Ludmila Magalhães Naves Universidade Federal de Lavras - UFLA
  • Ilsa do Carmo Vieira Goulart Universidade Federal de Lavras - UFLA
Palavras-chave: Leitura literária; Letramento literário; Estratégias de leitura; Produção de sentidos; Professor-mediador.

Resumo

Pautado na dimensão enunciativa-discursiva da linguagem, o presente texto considera as palavras escritas como forma de expressividade e interlocução entre leitor e texto. O letramento literário é visto como prática de apropriação da literatura enquanto linguagem, de produção de sentidos, de vivência literária, sem restringir-se ao período escolar, o que ocorre em diferentes instâncias sociais. Entretanto, a escola se mostra um espaço de gerenciamento de ações leitoras, o que permite experiências significativas com a literatura. Diante disso, tem-se por finalidade refletir sobre a relação entre ensino e literatura, por meio de um relato de experiência de ações e práticas que envolvem a leitura literária, realizadas no contexto de sala de aula. A partir da descrição do relato de experiências, desenvolvidas por uma professora do 2º ano do Ensino Fundamental, com as crianças em processo de alfabetização, apresenta-se uma análise reflexiva das ações de leitura literária, subsidiada pelas proposições de Cosson (2014; 2016), em interlocução com autores que discutem a temática. Assim, busca-se uma aproximação entre teoria e prática, ressignificando o papel da leitura literária na escola, de modo a dar visibilidade ao professor como mediador no processo de formação de leitores. Como resultado, destaca-se que as mudanças referentes ao trabalho pedagógico com a leitura literária, desenvolvidas pela professora, mostraram-se coerentes com as características fundamentais enfatizadas sobre o letramento literário por Cosson. A partir dessa reflexão, constatou-se que foram propostas ações e atuações de práticas da leitura, que favoreceram e encorajaram o desenvolvimento de estratégias de leitura pela criança como sujeito-leitor.

Biografia do Autor

Rita Cássia de Oliveira, Universidade Federal de Lavras - UFLA

Mestra em Educação; Universidade Federal de Lavras, Lavras/MG, Brasil.

Ludmila Magalhães Naves, Universidade Federal de Lavras - UFLA

Mestra em Educação; Universidade Federal de Lavras, Lavras/MG, Brasil.

Ilsa do Carmo Vieira Goulart, Universidade Federal de Lavras - UFLA

Doutora em Educação; Universidade Federal de Lavras, Lavras/MG, Brasil.

Referências

ABRAMOVICH, Fanny. Literatura Infantil: Gostosuras e bobices. São Paulo: Scipione, 1997.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 4. ed. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

______. Marxismo e filosofia da linguagem. Trad. Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2012.

BRAIT, Beth. Bakhtin e a natureza constitutivamente dialógica da linguagem. In: ______. (Org.). Bakhtin, dialogismo e construção de sentido. Campinas: Editora da Unicamp, 2005. p.87-98.

CANDIDO, Antonio. O direito à literatura. In: ___. Vários Escritos. 5 ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul/ São Paulo: Duas Cidades, 2011. p. 169-19.

COSSON, Rildo. Letramento literário. In: FRADE, Isabel C. Alves da Silva et al. Glossário CEALE: termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2014. p. 185-186.

COSSON, Rildo. Letramento literário: teoria e prática. 2.ed. São Paulo: Contexto, 2012.

DALCIN, Andrea Rodrigues. A leitura do livro ilustrado e livro imagem: da criação ao leitor e suas relações entre texto, imagem e suporte. IX ANPED Sul Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul. 2012.

GUEDES-PINTO, Ana Lúcia. Práticas de leitura: papel da formação continuada e seus impactos na alfabetização. In: GOULART, Ilsa do Carmo Vieira; MAZIERO, Maria das Dores Soares; CARVALHO, Silvia Aparecida Santos de (Org.). Leitura, escrita e alfabetização: a pluralidade das práticas. Campinas: Leitura Crítica, 2017. p. 96-105.

LAJOLO, Marisa Philbert. Usos e abusos da literatura na escola: Bilac e a literatura escolar na República Velha. Rio de Janeiro: Globo, 1982.

LAJOLO, Marisa. O texto não é pretexto. Será que não é mesmo? In: ZILBERMAN, Regina; RÕSING, Tania (Org.). Escola e leitura: velha crise, novas alternativas. São Paulo: Global, 2009. p. 99-112

LOBO, Dalva de Souza; GOULART. Ilsa do Carmo Vieira. O leitor e a leitura literária: do projeto à fruição. In: GOULART, Ilsa do Carmo Vieira; MAZIERO, Maria das Dores Soares; CARVALHO, Silvia Aparecida Santos de (org.). Leitura, escrita e alfabetização: a pluralidade das práticas. Campinas: Leitura Crítica, 2017. p. 122-137.

MELLO, S. A. Leitura e literatura na infância. In: GIROTTO, C. G. G. S.; SOUZA, R. J. de. Literatura e Educação Infantil: Livros Imagens e Práticas de Leitura. Campinas: Mercado das Letras, 2016. vol. 1. p.39-56.

PAIVA, Silvia Cristina Fernandes; OLIVEIRA, Ana Arlinda. A literatura infantil no processo de formação do leitor. Cadernos da Pedagogia, São Carlos, v. 4, n. 7, p. 22-36, jan./jun. 2010. Quadrimestral. Disponível em: http://www.cadernosdapedagogia.ufscar.br/index.php/cp/article/viewFile/175/101 Acesso em: 28 abr. 2020.

PIMENTEL, L. G.; CUNHA, E. J. L. da; MOURA, J. A. Propostas Curriculares – Arte para o ensino fundamental e para o ensino médio, 2006. Disponível em: http://crv.educacao.mg.gov.br/sistema_crv/index.aspx?&usr=pub&id_projeto=27&id_objeto=38680&id_pai=38679&tipo=txg&n1=&n2=Proposta%20Curricular%20-%20CBC&n3=Fundamental%20-%206°%20ao%209º&n4=Arte&b=s&ordem=campo3&cp=fc5e36&cb=mar Acesso em: 03 ago. 2019.

QUEIRÓS, Bartolomeu Campos de. Ler é deixar o coração no varal. In: QUEIRÓS, Bartolomeu Campos de. Sobre ler, escrever e outros diálogos. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 89-97.

ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

SILVA, Maria de Jesus Marques. A literatura infantil como recurso para aquisição da linguagem da criança. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICAS DE ENSINO, 2012, Campinas. XVI ENDIPE. Campinas: Junqueira & Marin, 2012. p. 1-12. Disponível em: http://docplayer.com.br/165541303-Palavras-chaves-literatura-infantil-linguagem-oral-narrativas.html Acesso em: 28 abr. 2020.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 1999. 128p.

______. A escolarização da literatura infantil e juvenil. In: EVANGELISTA, Aracy Alves Martins; BRANDÃO, Heliana Maria Brina; MACHADO, Maria Zélia Versiani (Org.). Escolarização da leitura literária. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

SOUZA, Renata Junqueira; COSSON, Rildo. Letramento Literário: uma proposta para a sala de aula. Objetos Educacionais, UNESP, n.15, p.101-107, ago. 2011. Disponível em: http://acervodigital.unesp.br/handle/123456789/40143 Acessado em: 04 jan. 2020.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Trad. Cláudia Schilling. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

STREET, Brian. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Trad. Marcos Bagno. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

ZILBERMAN, Regina. A leitura e o ensino da literatura. São Paulo: Contexto, 1988.
Publicado
2020-08-12