FORMAÇÃO DE PROFESSORES, RACIONALIDADE INSTRUMENTAL E BARBÁRIE

ENTRE O PRAGMATISMO E A RESISTÊNCIA

  • Zuleika Aparecida Claro Piassa UNESP e UEL
  • João Vicente Hadich Ferreira UNESP - Marília e UENP
  • Sinésio Ferraz Bueno
Palavras-chave: Formação, Professor, Semiformação, Pragmatismo, Resistência.

Resumo

O objetivo do presente texto, elaborado a partir dos estudos embasados pela Teoria Crítica, é refletir sobre a semiformação dos professores, fortemente influenciada por demandas que emanam da sociedade e do Estado, considerando sua submissão ao poder econômico. A problemática que motivou o ensaio foi: que perfil de professor se manifesta a partir dos processos semiformativos desenvolvidos pelas instituições de ensino superior neste contexto? Metodologicamente, é um ensaio negativo, na medida em que não aposta em soluções definitivas, mas busca interpretar no comportamento docente os signos de uma era marcada pela razão instrumental e pela indústria cultural. Nossas principais referências são Adorno (1995 e 2010), Adorno e Horkheimer (1985), Horkheimer (2015) e alguns de seus comentadores. Ao longo do trabalho discute-se três questões: os conceitos de formação e semiformação, aplicados aos professores; a instrumentalização deste processo e, por fim, concluí-se com os desdobramentos na constituição de um perfil docente preocupado com a eficácia técnica, geralmente dotado de uma autocomiseração intelectual e obliterado em seu potencial crítico.

Biografia do Autor

Zuleika Aparecida Claro Piassa, UNESP e UEL

Doutoranda em Educação pela UNES- campus de Marília, Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Londrina. Especialista em Psicopedagogia pela UNIFIL, graduada em Pedagogia pela UEL. Professora assistente do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Londrina- Regime estatutário - 40 horas com TIDE. Experiência de 30 anos de trabalho, incluindo Educação Básica (17 anos) como docente e coordenadora escolar, Educação superior (17 anos) como docente, coordenadora de curso presencial e a distância.

João Vicente Hadich Ferreira, UNESP - Marília e UENP

Possui graduação (2002) e pós-graduação (2000) em FILOSOFIA e graduação em EDUCAÇÃO FÍSICA (1991) pela Universidade Estadual de Londrina. Mestre em EDUCAÇÃO pela mesma Universidade (2009). Atualmente é Professor Assistente no Regime de Trabalho de Tempo Integral e Dedicação Exclusiva (TIDE) da Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP / Campus de Cornélio Procópio. Matriculado no Programa de Pós-Graduação em EDUCAÇÃO, Curso de Doutorado a partir de 2018 - UNESP-SP, Campus de Marília. Tem experiência na área de Educação e Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia da Educação, Ética e Política.

Sinésio Ferraz Bueno

É professor doutor em Filosofia da Educação, atuando como professor do Departamento de Filosofia e da Pós-graduação em Educação da Unesp de Marília. É especialista em teoria crítica e educação, atualmente desenvolvendo pesquisas sobre os seguintes temas: teoria crítica, fascismo e psicanálise; teoria crítica e pós-estruturalismo: uma confrontação conceitual.

Referências

ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. Trad. de Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995, p. 119-138; 155-168.

ADORNO, Theodor W. Teoria da Semiformação. In: PUCCI, Bruno; ZUIN, A. S. e LASTÓRIA, Luís a. Calmon Nabuco. Teoria Crítica e inconformismo: novas perspectivas de pesquisa. Campinas: autores Associados, 2010. P. 7-40

ADORNO, Theodor W; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Trad. de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

BUENO, Sinésio Ferraz. Semicultura e educação:uma análise crítica da revista Nova Escola. In: Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 35, maio/ago. 2007, p. 300-307.

HORKHEIMER, Max. Eclipse da razão. Trad. de Carlos Henrique Pissardo. São Paulo: Editora Unesp, 2002.

MACDONALD, Iain. Cold, cold, warm: Autonomy, intimacy and maturity in Adorno. Disponível em http://psc.sagepub.com/content/early/2011/04/12/0191453711402940. The online version of this article can be foud at: DOI: 10.1177/0191453711402940. Philosophy Social Criticism published online 26 April 2011. Traduzido do original por Felipe Resende da Silva (MACDONALD, Iain. Frio, frio, quente: autonomia, intimidade e maturidade em Adorno).

MOREIRA, Flávio Barbosa. Educação, currículo e sociedade. São Paulo: Editora Cortez, 2001.

Publicado
2019-05-20