CONSCIÊNCIA CRÍTICA SURDA MUDA

REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA FORMATIVA ESCOLAR

  • Marta Regina Furlan de Oliveira Universidade Estadual de Londrina
  • Anilde Tombolato Tavares da Silva Universidade Estadual de Londrina
  • Zuleika Aparecida Claro Piassa Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Semiformação, Formação Docente, Teoria Crítica.

Resumo

Este ensaio teórico se propõe a abordar a temática “Consciência Crítica surda muda: reflexões sobre a experiência formativa escolar”, no sentido de refletir sobre o que se compreende por processo formativo no contexto da sociedade regida pelo modelo de racionalidade instrumental que converte as relações humanas em meras relações de produção e mercadoria. A metodologia é um estudo teórico à luz da obra Mínima Moralia com o aforismo “Instituição para surdos-mudos” de Theodor Adorno em sintonia com as leituras secundárias discutidas no GEPEI/UEL – Grupo de Estudos em Pesquisa e Educação e no projeto de pesquisa “Semiformação e educação no contexto da sociedade danificada: para além do território demarcado” da Universidade Estadual de Londrina. Os resultados direcionam para o desafio de pensar a experiência formativa no seu sentido emancipatório, como possibilidade de resistência ao instituído pela indústria cultural e razão instrumental, devolvendo, efetivamente, aos espaços educativos e ao professor o exercício de sua atividade intelectual com a crítica imanente e a autorreflexão.

Biografia do Autor

Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Londrina (1999), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2003) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2011) e pós doutorado em educação pela Universidade Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atualmente é professora avaliadora da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico e professora adjunto do departamento de educação e do programa de pós graduação Mestrado em Educação da Universidade Estadual de Londrina. Atua como coordenadora do Curso de Especialização em Trabalho Pedagógico na Educação Infantil da UEL. Vice coordenadora do Colegiado de Pedagogia da UEL. Coordenadora da Comissão de Pesquisa do Departamento de Educação da UEL. Líder do GEPEI - Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação e Infância da UEL. Coordenadora do Projeto de Pesquisa: Indústria Cultural, Educação e Trabalho Docente na primeira infância: da semiformação à emancipação humana da UEL. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Formação de Professores, Indústria Cultural e Educação Infantil.

Anilde Tombolato Tavares da Silva, Universidade Estadual de Londrina

Docente Associada do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Londrina. Doutora em Educação e Pós doutora pela UNESP/Marília. Coordenadora e Pesquisadora do GEPEI- Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Infância.

Zuleika Aparecida Claro Piassa, Universidade Estadual de Londrina

Docente Adjunto do Departamento de Educação na Universidade Estadual de Londrina. Pesquisadora do GEPEI – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Infância. Doutoranda em Educação pela UNESP/ Marilia.

Referências

ADORNO, Theodor W. Mínima moralia: reflexões a partir da vida danificada. Tradução de Luiz Eduardo Bica. 2. ed. São Paulo: Ática, 1993.

______________. Educação e Emancipação. Trad. Wolfgang L. Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ADORNO, T.W; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento. Fragmentos filosóficos. 2. ed. Tradução Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1995.

ADORNO, T. W. Teoria da Semicultura. In: REVISTA Educação e Sociedade, ano XVII, n. 56, dezembro de 1996 (p.388 – 411).

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o Futuro. São Paulo: Perspectiva, 2007.

LYOTARD, Jean-François. A condição Pós-moderna. Tradução: Ricardo Corrêa Barbosa. 12ª ed – Rio de Janeiro: José Olympio, 2009.

ZUIN, Antônio Álvaro Soares. Indústria Cultural e Educação: o novo canto da sereia. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 1999.

Publicado
2019-05-20