IDEB, avaliações externas e gestão educacional: percepções de gestores escolares sobre usos e implicações

  • Daniel Abud Seabra Matos Universidade Federal de Ouro Preto
  • Breynner Ricardo de Oliveira
  • Zara Figueiredo Tripodi

Resumo

Buscamos, a partir da percepção de gestores, conhecer as lógicas de gestão escolar em municípios mineiros, por meio da sua interface com iniciativas de medida e avaliação federais. No total, participaram cinco escolas públicas de quatro municípios do estado de Minas Gerais. Realizamos entrevistas semiestruturadas individualmente com cinco gestoras.  Utilizamos uma abordagem qualitativa, sendo as entrevistas analisadas por meio de análise de conteúdo. Nesse sentido, empregamos as seguintes categorias analíticas: a) modificação da gestão escolar; b) Ideb e qualidade em educação; c) modificação do trabalho pedagógico do professor. Em síntese, nossos resultados apontam para um forte efeito de indução que as avaliações externas e o Ideb têm produzido nas escolas e nos profissionais da educação, o que envolve questões como o estabelecimento de metas, monitoramento intenso das escolas e replanejamento institucional. Portanto, identificamos diversos usos e implicações do Ideb e avaliações externas. Tomados em conjunto, nossos resultados corroboram a literatura educacional. 

Publicado
2018-11-28
Seção
Artigos de pesquisa